A fábrica de louça de alumínio, financiada pelo Fundo de Apoio Social (FAS) em 2014, localizada no bairro Santo António, na província do Huambo, gerou quatro moagens ao cabo de seis anos de funcionamento. A constatação é da delegação provincial do FAS naquela província e a confirmação do beneficiário, António Faustino, de 58 anos de idade.

“Foi mesmo com o dinheiro de louça que criei as quatro moagens”, disse António Faustino à delegação do FAS no Huambo. Este responsável disse minimiza o facto de ter apenas quatro funcionários, salientando o grande impacto que tem tido a moagem na vida da população local e não só.

Quanto à fábrica de louça de alumínio, António Faustino, que conta ainda com orgulho o facto de ter adquirido igualmente uma viatura, está neste momento à espera de matéria-prima, que normalmente é adquira em Luanda. O FAS constatou que, apesar de haver neste momento pouca matéria-prima, os trabalhos continuam, recorrendo ao material de stock.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui