FAS apresenta Plano Estratégico 2018-2022

26 Out
FAS apresenta Plano Estrategico

FAS apresenta Plano Estratégico 2018-2022

O FAS apresentou hoje em Luanda o Plano Estratégico para o período 2018-2022, que define as linhas mestras da instituição durante o quinquénio. O PEFAS, como vai ser conhecido, define cinco objectivos gerais, quinze linhas estratégicas e quarenta e nove projectos.

A cerimónia foi orientada pela Secretária de Estado para Administração do Território, Dra. Laurinda Prazeres Cardoso, que enalteceu o trabalho desenvolvido pelos trabalhadores do FAS, adiantando que o evento constitui um ponto de viragem, porque: « O que nos foi transmitido nesta cerimónia permite-nos concluir que o esforço empreendido pelo FAS, pelos parceiros do Executivo angolano, nomeadamente a União Europeia e a FIIAPP está a produzir bons resultados, o que ajuda a incentivá-los que continuem nesta senda de bem servir, que tem como meta o alcance do número cada vez maior de beneficiários, carenciados  e vulneráveis em todo o território nacional.»

Tomas Ulicny, embaixador Chefe da União Europeia em Angola, considerou, na cerimónia,  que o FAS é um importante parceiro, uma vez que a sua acção concorre para  o bem estar  e a inclusão económica dos cidadãos, eixos fundamentais para o desenvolvimento de qualquer sociedade.

A  apresentação do documento teve como pano de fundo a Missão do Fundo de Apoio Social, na promoção do desenvolvimento económico e social sustentável das comunidades, especialmente as vulneráveis.

Quanto a Visão, os participantes ao evento tiveram conhecimento que o FAS deseja ser uma referência internacional na boa gestão de fundos para a redução das assimetrias socioeconómicas das comunidades, através de um desenvolvimento inovador, participativo, sustentável e solidário.

Para o alcance dos objectivos, o Fundo de Apoio Social persegue Valores como a transparência, participação inclusiva, eficácia, sustentabilidade e profissionalismo, pilares que vão encaminhar a instituição a bons resultados.

O evento, que contou com o concurso de importantes individualidades, foi escolhido pelo FAS para sublinhar, com particular destaque, o contributo do Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado, da assistência técnica da Fundação Internacional Ibero-americana de Políticas Públicas (FIIAPP) e do Instituto Nacional de Administração Pública (INAP) da Espanha, assim como da União Europeia, cuja doação serviu para o financiamento do Plano Estratégico do Fundo de Apoio Social.