O Fundo de Apoio Social (FAS) fez a entrega de um posto de saúde à localidade de Missende, a 20 quilómetros do município de Catabola, província do Bié, e uma residência T2 para acolher técnicos do respectivo estabelecimento. Com este posto de saúde, os habitantes de Missende deixam de percorrer longas distâncias à procura de serviços sanitários, e mais do que isso, o estebelecimento irá ainda beneficiar populações das zonas vizinhas.

Com capacidade para 10 internamentos e contemplando serviços-gerais, especialmente pré-natal, parto, programa de vacinação, o posto médico, que vai servir uma localidade com cerca de 19 mil habitantes,  custou 36,6 milhões de kwanzas, ao passo que a residência dos técnicos ficou orçada em 11,6 milhões de kwanzas.

Financiado pelo Banco Mundial e o Governo de Angola, os projectos tiveram início em Novembro de 2014 e terminaram em Setembro de 2016. Mas o apetrechanebto foi possível apenas em 2019, devido à crise financeira que assola o País, tendo sido entregue a 07 deste mês. Estiveram presentes no acto de entrega, entre outros, o administrador municipal da Catabola, Moises Américo Capapelo Cathipaco, as autoridades tradicionais e religiosas, além do director do FAS no Bié, Rizone do Nascimento Costa Chivembe.

O Fundo de Apoio Social (FAS) fez a entrega de um posto de saúde à localidade de Missene, a 20 quilómetros do município de Catabola, província do Bié, e uma residência T2 para acolher técnicos do respectivo estabelecimento. Com este posto de saúde, os habitantes de Missene deixam de percorrer longas distâncias à procura de serviços sanitários,
e mais do que isso, o estebelecimento irá ainda beneficiar populações das zonas vizinhas.

Com capacidade para 10 internamentos e contemplando serviços-gerais, especialmente pré-natal, parto, programa de vacinação, o posto médico, que vai servir uma localidade com cerca de 19 mil habitantes,  custou 36,6 milhões de kwanzas, ao passo que a residência dos técnicos ficou orçada em 11,6 milhões de kwanzas.

Financiado pelo Banco Mundial e o Governo de Angola, os projectos tiveram início em Novembro de 2014 e terminaram em Setembro de 2016. Mas o apetrechanebto foi possível apenas em 2019, devido à crise financeira que assola o País, tendo sido entregue a 07 deste mês. Estiveram presentes no acto de entrega, entre outros, o governador provincial do Bié, Pereira Alfredo, o administrador municipal da Catabola, Moises Américo Capapelo Cathipaco, as autoridades tradicionais e religiosas, além do director do FAS no Bié, Rizone do Nascimento Costa Chivembe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui