No âmbito das acções para o Programa de Fortalecimento da Protecção Social – KWENDA, arrancou, na Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020, nos Municípios de Quiculungo, no Cuanza Norte, e Quilengues, na Huila, o cadastramento dos Agregados Familiares para a Fase de Expansão.

Nos referidos Municípios, equipas técnicas do Fundo de Apoio Social (FAS), em parceria com as Administrações Municipais e Gabinetes Provinciais da Acção Social, Família e Inclusão do Género, trabalham, coadjuvados pelos Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS), para, de porta em porta, obter o maior número de registo das famílias.

Depois dos 5 Municípios da Fase Piloto (Nzeto, Cacula, Cuito Cuanavale, Ombadja, Cambundi Catembo), cujas famílias já beneficiam do Programa nas suas diversas componentes, e que decorreu de Maio a Julho, entram para a fase de Expansão mais 15 Municípios onde se prevê cadastrar 256.890 (Duzentos e Cinquenta e Seis mil e Oitocentos e Noventa) Agregados Familiares, fazendo um total de 20 Municípios no Programa até ao final do ano. O cadastramento nos outros Municípios arranca nos próximos dias, estando, neste momento, a decorrer a formação dos técnicos e ADECOS.

O KWENDA é um programa do executivo angolano que visa criar políticas de apoio às famílias mais vulneráveis e em situação de pobreza no país. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os outros 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional e é operacionalizado pelo Fundo de Apoio Social, uma agência governamental, dotada de personalidade jurídica e autonomia financeira e administrativa, que, em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui na promoção do Desenvolvimento sustentável e redução da pobreza.