São neste momento 23h30min. A equipa do Fundo de Apoio Social (FAS) e os Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS) fazem os últimos acertos com vista a preparar o pagamento via telefone, marcado para 25 de Março de 2021, no Município dos Dembos, Província do Bengo, no âmbito do Problema de Fortalecimento da Protecção Social, KWENDA.

Os trabalhos neste momento consubstanciam-se em arrumar as caixas por aldeia, às quais constam a ficha de inscrição dos beneficiários, o telemóvel com o respectivo cartão SIM, carregado com saldo equivalente ao valor trimestral de 25.500 mil Kz por Agregado Familiar. Constam igualmente as fichas de prova, que servem para certificar-se de que o beneficiário recebeu o que lhe é devido, bem como as almofadas, que confirmam a impressão digital do beneficiário que não sabe assinar o seu nome. A tinta indelével e a esferográfica completam a lista do material necessário para formar as listas finais, depois de um processo rigoroso de cadastramento e validação.

As Transferências Sociais Monetárias por telefone foram realizadas pela primeira vez no Município de Quiculungo, Província do Cuanza Norte, em Outubro de 2020, resultado da cooperação entre o FAS, entidade que implementa o Programa, e a operadora de telefonia móvel UNITEL.
O pagamento é feito por intermédio de um código enviado por mensagem para o telefone do beneficiário, atribuído pelo Programa com o respectivo cartão SIM, a alertar para a disponibilidade do valor na sua conta e com o qual se dirige agente autorizado

O KWENDA está avaliado em 420 milhões USD, sendo 320 milhões USD provenientes do Banco Mundial e 100 milhões do Tesouro Nacional.