O Fundo de Apoio Social (FAS) promoveu, de 12 a 16 de Outubro de 2020, no Município do Mungo, Província do Huambo, acção formativa sobre Municipalização da Acção Social, no âmbito da expansão do Programa de Protecção Social – KWENDA.
A formação, cujo acto de abertura foi presidido pelo Chefe de Departamento Municipal da Acção Social, Albino Lumingo, contemplou 35 técnicos locais e foi administrada por técnicos do Gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Género da Província do Bié, do Ministério da Saúde e da Administração Municipal, e abordou, entre outros temas, a Gestão de Casos Individuais, a Protecção Social em Contexto de Emergência, a Gestão do Centro de Acção Social Integrado (CASI), o Sistema de Informação e Gestão da Acção Social (SIGAS) e o Engajamento Comunitário em Tempos da COVID-19.
A sessão de encerramento foi presidida pelo Administrador Municipal do Mungo, Manuel Caholo.

A Municipalização da Acção Social é uma das 4 componentes do Programa KWENDA, que prevé, por exemplo, a criação de Centros de Acção Social e Integrado. O KWENDA engloba ainda a Inclusão Produtiva, o Reforço do Cadastro Social Único e as Transferências Sociais Monetárias.

O KWENDA é um programa do Executivo angolano que visa apoiar as famílias mais pobres e em situação de vulnerabilidadeáveis no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os outros 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional e é operacionalizado pelo Fundo de Apoio Social, uma agência governamental, dotada de personalidade jurídica e autonomia financeira e administrativa, que, em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui na promoção do Desenvolvimento sustentável e redução da pobreza.