O Programa de Fortalecimento do Sistema Nacional de Protecção Social (PFSNPS), KWENDA, já é uma realidade no município do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango. Ontem, 30 de Junho, o Fundo de Apoio Social (FAS) começou a atribuir os cartões multicaixas às famílias inscritas no Programa, mais concretamente na componente das Transferências Sociais Monetárias (TSM).

O acto simbólico teve lugar junto ao Parque-Museu do Memorial da Batalha do Cuito Cuanavale, com a atribuição dos cartões a três beneficiários, que confirmaram a existência de 25.500 Kz nas suas contas através do levantamento feito no ATM mais próximo, tendo alguns feito compras através de multicaixa.

Foram cadastrados neste município 2048 famílias, das quais 2021 estão aptas a beneficiarem do Programa. Destas, 955 famílias já começaram a receber os seus cartões. Os 25.500 Kz são referentes a três meses (Junho, Julho Agosto), o que corresponde a 8.500 Kz mensalmente, sendo que todos aptos serão contemplados.

A cerimónia de lançamento foi presidida pela Vice-governadora do Cuando Cubango para o Sector Político Social e Económico, Carla Cativa. Marcou igualmente presença no acto o Secretário de Estado do Ministério da Acção Social Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), Lúcio Amaral, e o administrador municipal, José Martins.

O FAS esteve representado pelo seu Director Geral, Belarmino Jelembi, e o Chefe de Departamento Provincial do FAS no Cuando Cubango, Zeferino Cavalo, entre outros responsáveis e técnicos desta instituição, que tem o mandato de operacionalizar o Programa, membros da sociedade civil, autoridades tradicionais e entidades eclesiásticas.

O KWENDA está avaliado em 420 milhões USD, dos quais 320 milhões são provenientes do Banco Mundial, via crédito, e 100 do Tesouro Nacional.

Este é o quarto pagamento feito, depois do Nzeto, província do Zaire, Ombadja (Cunene), Cacula (Cunene). Hoje, está marcado o pagamento em Cambundi Catembo (Malanje). Esta é a fase Piloto deste Programa, iniciativa do Estado angolano para participar com uma renda às famílias mais pobres, ou em situação de maior vulnerabilidade, critério definido de acordo com o estudo do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre a pobreza em Angola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui