Teve início nesta Segunda-feira, dia 15 de Março de 2021, na Cidade de Caxito, Província do Bengo, o Curso de Capacitação sobre Sistema de Informação Básica Municipal (SIBM), numa promoção do Fundo de Apoio Social (FAS).
O SIBM é uma plataforma de recolha e tratamento de dados que suporta a planificação, gestão municipal e diagnóstico institucional da administração do território de modo rápido, automatizado e fidedigno.
Esta iniciativa, cujo acto de abertura esteve a cargo do Vice-Governador da Província do Bengo para o Sector Político, Social e Económico, José Francisco Bartolomeu Pedro, e testemunhado pelo Chefe de Departamento Provincial do FAS, Alexandre Domingos, está alinhada com o Plano Nacional Estratégico da Administração do Território (PLANEAT) 2015-2025, e é dirigida para 59 participantes, entre técnicos provinciais e municipais do GEPE, Administradores municipais Adjuntos e comunais.

Com a realização deste curso pretende-se aproximar os mecanismos de informação básica existentes, através do novo SIBM, analisar a sua importância e aplicabilidade, bem como o uso de técnicas e ferramentas que facilitem a gestão de informação e emissão de relatórios a nível municipal e provincial.

No final, o curso visa, entre outros objectivos, permitir que os participantes sejam capazes de obter conhecimentos sobre o papel do SIBM como instrumento de análise local e nacional, no processo de planeamento e gestão territorial para o desenvolvimento local; introdução de dados no sistema de gestão de base de dados através do Editor de Perfil; Obter conhecimento prático sobre a importação, edição, visualização de dados e emissão de relatórios; Obter conhecimento em análise dos dados funcionais do SIBM para o desenvolvimento local mormente na tomada de decisão local; Obter conhecimento em análise dos dados funcionais do SIBM no PORTAL DA CIDADANIA para a divulgação nacional.
A formação acontece no âmbito da parceria entre o FAS e o Gabinete de Tecnologias de Informação do Ministério da Administração do Território (GTI-MAT), com este último a fornecer os formadores.

Acções semelhantes já foram realizadas em 17 províncias, com a promoção do FAS, nomeadamente o Cuanza Sul, Bengo, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Bié, Huambo, Huíla, Namibe, Benguela, Malanje, Uíge, Cabinda e Zaire.