O Secretário de Estado do Ministério da Administração do Território para as Autarquias Locais, Márcio Daniel, afirmou que “apenas com recursos humanos bem preparados será possível a esta instituição continuar a dar resposta positiva aos vários programas que, progressivamente, lhe têm sido confiadas”.
O responsável, que falava em representação do Ministro da Administração do Território, Marcy Lopes, durante a abertura da formação dos quadros do Fundo de Apoio Social (FAS), que decorre de 08 a 12 de Fevereiro de 2021, na Escola Nacional de Administração e Políticas Públicas (ENAPP), disse que “por mais bem elaboradas que sejam as nossas políticas, por melhor estruturados que sejam os nossos programas, por muito bem definidos que sejam os nossos projectos, se não existirem recursos humanos tecnicamente bem preparados e suficientemente motivados, o indicador que veremos evoluir é o nosso fracasso. Está hoje provado que os melhores modelos não resistem às piores pessoas”.


Por isso, salienta Márcio Daniel, é importante a formação, a capacitação técnica e humana dos quadros, não de forma episódica e efémera, mas de forma constante, actuante e atenta ao desenvolvimento de uma sociedade em rápidos e profundos processos transformativos, sociedade esta em que os utentes dos serviços públicos são cada vez mais exigentes, em que o sector privado tolera, cada vez menos, a ineficiência do Estado.


“Louvo, por isso, a iniciativa e visão estratégica da direcção do FAS, pela realização desta sessão de formação dirigida aos seus funcionários”, elogiou. Esta é a segunda formação dirigida aos Chefes de Departamento Executivo Provinciais e Técnicos das províncias de Luanda, Bengo, Zaire, Benguela e Cuanza-Sul. A primeira teve lugar na Província do Huambo, em Janeiro deste ano, e teve como público-alvo os Chefes e técnicos do FAS nas Províncias do Cuando-Cubango, Bié, Namibe, Huíla, Cunene e Huambo.