O Fundo de Apoio Social (FAS) procedeu hoje, 27 de Junho de 2020, a entrega dos cartões multicaixas às famílias inscritas no quadro das Transferências Sociais do Programa de Fortalecimento do Sistema Nacional de Protecção Social (PFSNPS), denominado KWENDA.

O acto oficial teve lugar em Xangongo, com a presença da Vice-governadora provincial do Cunene para o Sector Político, Social e Económico, Soraia Teresa de Jesus Mateus Kalonguela, da administradora municipal de Ombadja, Albertina Teresa José, entre outras entidades. O FAS esteve representado pelo seu Director Geral, Belarmino Jelembi.

Na ocasião, quatro dos beneficiários dirigiram-se ao ATM mais próximo e confirmaram o carregamento dos seus cartões com 25.500 kz, referentes a três meses, o que corresponde a 8.500 kz/mês. Os 25.500 Kz foram confirmados pela imprensa e demais presentes, tendo ocorrido actos simbólicos de levantamento de valores. Tão logo terminou o acto, a equipa do FAS, liderada pelo seu Director, meteu-se em Ombadja adentro, com vista a dar sequência ao pagamento, tendo entregue 247 cartões multicaixas.

A operação de pagamento vai continuar amanhã, até terminarem os 1665 cartões por entregar, dos 1903 agregados familiares cadastrados.  De acordo com o calendário definido para o fim da fase Piloto, depois de Ombadja, segue-se o município de Cacula, província da Huíla, que fará o pagamento no dia 29 deste mês. A fase Piloto termina no dia 30, com os municípios do Cuito Cuanavale (Cuando Cubango) e Cambundi Catembo (Malanje) a fazerem pagamentos em simultâneo.

Até ao momento, nos cinco municípios, foram cadastrados 10.639 famílias. O município do Nzeto, na província do Zaire, foi o primeiro a fazer a entrega dos cartões, tendo beneficiado já 1.601 famílias, dos 1.792 agregados cadastrados. Avaliado em 420 milhões USD, dos quais 320 milhões USD vindos do Banco Mundial, via crédito, e 100 milhões USD vindos do Tesouro Nacional, o KWENDA é uma iniciativa do Estado angolano e prevê beneficiar 1.601.000 famílias.

Além das transferências monetárias, o Programa prevê ainda a Inclusão Produtiva, a Municipalização da Acção Social e o Cadastro Social Único. A Disciplina, Transparência e Parcimónia na gestão dos recursos são divisas adoptadas pelo FAS, enquanto entidade responsável pela operacionalização do Programa.